Domingo, 29 de Maio de 2005

Acordei e havia Sol

Amanhecer em PD 004.jpg 


Hoje acordei e havia Sol!


É só um momento.


É só um momento de transparência e serenidade.


Uma nuvem esponjosa e doirada nos bordos mexe-se devagar...


Estou encharcada de azul doirado e diante de mim há o abismo do mar.


Silêncio!!


Em mim há uma resignação que me obriga a falar baixinho.


Hoje acordei e havia Sol!


Silêncio!!


                                  G.A. (biga)

publicado por biga às 20:07
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Quinta-feira, 26 de Maio de 2005

PARABÉNS

postal2645- andreia.jpg


PARA A MINHA MANA MAIS NOVA EM DIA DE ANIVERSÁRIO


Há dias em que gostava de ter todas as palavras e dizer tudo o que não consigo...este dia é hoje!!!


Possivelmente sabes a que me refiro...ou talvez não...


No entanto deixo-te com muito carinho algumas sugestões retiradas do «Pequeno livro de instruçoes» para uma vida feliz, aproveita-as:


1. Protege o teu entusiasmo do negativismo dos outros.


2. Pergunta a ti própria se o que vais fazer hoje te põe mais perto de onde queres estar amanhã.


3. Lembra-te que podes perder muitas coisas boas na vida ao tomares a atitude errada.


4. Lembra-te de que, quando a tua mãe te diz«Vais arrepender-te» é provável que isso aconteça.


5. Vive a tua vida como uma exclamação, não como uma exposição.


6. Aprende a ouvir . Às vezes a oportunidade bate à porta sem fazer barulho.


7. Avalia a tua realização pessoal pelo nível de paz, de saúde e de amor que conseguiste alcançar.


8. Tem cuidado com as pessoas que não têm nada a perder.


9. Nunca cortes o que pode ser desatado.


10. No dia do teu aniversário oferece-te.....


Felicidades da tua mana mais velha, G.A. (biga)


 

publicado por biga às 13:14
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Maio de 2005

Não consigo!

S.VICENTE (MAR) 004.jpg


Não consigo fugir à monotonia da existência, da solidão que me cerca, da sólida presença dos montes que me apertam e esmagam, do mar revolto e da amargura das ondas.


Hoje e sempre repito os mesmos gestos, as mesmas palavras, arrastando o fardo da solidão e do silêncio.


Mesmo rodeada de amigos e da família, sinto-me como se estivesse dentro de um barco à deriva na solidão e na braveza do mar.


Perturba-me esta vida, esta ilha, este mar, este silêncio, este isolamento completo e fechado pelo mar atormentado.


Na verdade, não consigo fugir a tudo isso.


Amo demasiado!!


Não consigo!!


                                G:A: (biga)

publicado por biga às 10:27
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sexta-feira, 20 de Maio de 2005

Momentos de desilusão

Don__t_You_Want_Me____by_xGlassLiquoricex.jpg


Há momentos da nossa vida quotidiana que são caracterizados pelo desapontamento, pela desilusão.Temos sempre muitas coisas para fazer: algumas de que gostamos; outras que nos são pedidas.Aquilo que desejamos verdadeiramente não o realizamos e, a certa altura, acabamos por não saber se efectivamente o queríamos.O nosso par tem sempre algo diferente para fazer, ou não sente vontade, ou não a tem quando nós temos, ou vice-versa.


Na vida quotidiana há momentos em qua não nos sentimos compreendidos, dificilmente os nossos desejos e os dos outros se encontram completamente, há uma espera não sei de quê, há um desapontamento profundo, há momentos na nossa vida  em que «vamos andando».


                                                                                G:A. (biga)

publicado por biga às 09:55
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|
Sábado, 14 de Maio de 2005

Será possivel??

casal.jpg


«Será possível  que duas pessoas permaneçam enamoradas durante anos e anos, ou durante toda a vida?  »


Francesco Alberoni, Enamoramento e Amor


Amor!!


     Aos pouquinhos, ano após ano, crescemos habituados um ao outro... até as discussões assumiram uma familiaridade confortável. Com amor, as dificuldades enfrentam-se e resolvem-se com mais facilidade.


     Alegra-me a tua respiração calma no silêncio da noite e o calor do teu corpo, habituei-me aos teus assobios quando estás feliz, ao cheiro das tuas tintas quando pintas um quadro, ao barulho do teu trabalho na pedra quando fazes uma escultura e, principalmente, à tua PRESENÇA.


     Fico feliz por  partilhares com este ciclone a tua vida. Mas eu também já não saberia  viver sem a tua adrenalina, sem a tua teimosia , sem o teu amor, porque és o fim da minha solidão,  o meu amante, o pai do meu filho.


     Fico feliz  por me segurares a  mão durante as tempestades e os nevoeiros e a acariciares no tempo das alegrias.


 Mas, isto é amor!!!


 E o enamoramento? Será que se pode acreditar na frase  de Francesco Alberoni ?


                                                                                                 G.A.(biga)

publicado por biga às 11:43
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|
Sábado, 7 de Maio de 2005

O Grito Atlântico

S.VICENTE (MAR) 014.jpg -revolto.jpg 


Sou assim...


Sou o Oceano Atlântico: umas vezes calmo e azul;outras revolto e escuro.


Um mar desesperado, que grita...grita cóleras súbitas


E ponho o teu coração em sobressalto.


Quando o meu mar embravece e o meu grito ritomba como um estrondo,


há sempre alguém que se aguenta ao leme!!!


Eu sei...desculpa!


O meu mar é o dos ciclones que vai caminhando


até nascer, de repente, um dia sereno, calmo e de sol.


Eu sei...desculpa!


O coração do meu mar é um turbilhão de emoções...e tu és o meu marinheiro!!


                                                         G.A. (biga)

publicado por biga às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Maio de 2005

Não tens tempo?

por de sol.jpg


É preciso parar!


É preciso reflectir!


É preciso apreciarmos o «tu»


É preciso vivermos o «nós».


De que vale querermos mais?


De que vale querermos tanto, se nos esquecemos de nós?


É preciso ter vontade de parar, porque a idade não pode esperar!!


É preciso reflectir.


É preciso viver cada momento!


Por que não sabemos parar?  Por que não sabemos reflectir?


Porque não sabemos apreciar o «tu».


Porque não sabemos viver o «nós».


Não tens tempo?! Encontra-o. Pára, o amanhã pode esperar...


Vive o presente! Aprecia o «eu», o «tu» e o «nós».


                                   G.A. (biga)


 

publicado por biga às 16:18
link do post | comentar | ver comentários (13) | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

vozes recentes

50 anos

15 anos

2008

Um dia, estarei livre do ...

Desafio de há 10 anos par...

Olhar o mundo ao contrári...

Olhar perdido

Um olhar comprometido...

Ontem

27 de Junho de 2007

vozes passadas

Outubro 2009

Abril 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Maio 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

vozes que leio

blogs SAPO
blogs SAPO

subscrever feeds